ELEIÇÕES GERAIS: SINDICATO SEGUE DANDO IMPORTANTES ORIENTAÇÕES AOS TRABALHADORES


Publicada dia 19/09/2022 13:34

Tamanho Fonte:

Eleições gerais estão chegando, e vem a reflexão. Como o trabalhador age sobre o assunto política?

Sendo breve, a parte que nos cabe no sindicato é mais direta ainda. As orientações do seu sindicato são as mais importantes na sua decisão de voto? Ou tem sido sua fé religiosa, os favores familiares, alguma ideologia particular ou decisão tomada por causa de algo que ouviu sobre em quem vai votar?

Para esse exato momento, o seu sindicato tem estudado e procurado orientar sobre quem são as melhores opções para os trabalhadores de Correios e para o Brasil e dentre tantos sinaliza algumas.

Presidente Lula 13
Senador Flávio Dino 400
Governador Weveron Rocha 12
Deputado Federal Bira do Pindaré 4000 (para quem quer votar em quem já provou defender o nosso emprego)
Deputado Federal Pedro Amengol 1347 (para quem acredita ser importante defender um candidato da categoria)
Deputado Estadual Zé Inácio 13123 (único deputado estadual que defendeu nossa empresa na prática)

Existem outras boas opções mas são esses que apresentamos por entendermos que é necessário a categoria ser orientada em política já que a maioria pouco acompanha com profundidade o assunto.

Para o seu sindicato é importante que o trabalhador não olhe essas orientações como uma forma de trazer poder para sindicalistas ou qualquer outra justificativa negativa. Não se trata de somente mais uma opinião boa entre tantas. Em uma empresa pública, se os trabalhadores quiserem avanço não basta querer e pedir avanços, cumprir jornada de trabalho e greves.

Em uma empresa pública, os trabalhadores somente são levados a sério se a categoria tiver forte envolvimento na política, não for um eleitor comum. Eleitor comum já diz o nome é comum, categoria de trabalhadores que quer tratamento especial tem de trabalhar na política de forma especial.

Estaremos nas unidades de trabalho a partir do dia 18 em visitas oficiais, no horário de almoço. Manifestamos nossa inteira discordância sobre a proibição de debate político em ambiente de empresa pública pois esse mecanismo é da época da ditadura e cabe aos trabalhadores da esfera pública terem todos os motivos do mundo para se organizarem em torno do que vai influenciar seu futuro, seus empregos e a empresa pública onde trabalham.

Compartilhe agora com seus amigos

Notícias Relacionadas

ECT DIVULGA DATA DE PAGAMENTO DE PLR

ECT DIVULGA DATA DE PAGAMENTO DE PLR

Após reunião extraordinária do Conselho de Administração dos Correios no dia 20/09, foi aprovado o pagamento da PLR 2021; os valores serão creditados no próximo dia 30 de setembro ...