PRIVATIZAR AS ESTATAIS BRASILEIRAS SÓ É BOM PARA OS EMPRESÁRIOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS E PREJUDICA O POVO


PUBLICADO EM 13 DE SETEMBRO DE 2019

A elite empresarial que controla a iniciativa privada no Brasil, nacional e principalmente estrangeira, está muito bem representada no governo pelo presidente e seu Ministro da Economia.

Eles reafirmam diariamente que estão no poder para atender aos interesses do empresariado. Acabar com os direitos trabalhistas, destruir a aposentadoria, esvaziar e dificultar acesso à justiça do trabalho são medidas que rebaixam os custos da mão de obra e aumentam os lucros das empresas.

Além disso, o empresariado quer um governo que garanta incentivos e isenções e reduza impostos para que seus produtos tenham preços mais competitivos e garantam os altos patamares de lucro que desejam.

Comprar estatais montadas e lucrativas e controlar setores econômicos estratégicos faz parte dos interesses da elite empresarial. E o governo que a representa está se esforçando para atendê-los.

Para tanto faz campanha diária para minar o papel do Estado de promover a cidadania e a igualdade. Diz diariamente que as instituições e serviços públicos são ineficientes. Insiste na ideia de que devem ser entregues a organizações empresariais privadas, pois só a gestão privada é capaz de ser eficiente, lucrativa e gerar bons produtos e serviços.

Essas ideias são ideológicas, em nada verdadeiras. Reduzir o Estado, privatizando estatais e reduzindo serviços públicos a um mínimo, tem o único intuito de atender às demandas dos setores produtivos/empresariais.
Mas o governo segue enganando a população para desacreditar as estatais. Diz, por exemplo, que o serviço de Correios é obsoleto, que a empresa dá prejuízo e vai falir.

Esconde que a empresa dá e sempre deu lucro. Que usa os lucros de 324 municípios para garantir serviço postal à população dos demais 5.326, o que nenhuma empresa privada faria. Que garante a integração do território nacional e tem importantíssimo papel na segurança nacional. Que o serviço de correspondência diminui, mas as entregas de encomendas e logística só aumentam. Que o governo está quebrando a empresa para entregar os serviços às empresas privadas.

O mesmo está fazendo com todas as estatais que anunciou como privatizáveis. E atua fortemente para enganar a população e entregar o patrimônio público e a soberania nacional nas mãos dos empresários!

Trabalhadores dos Correios unidos em defesa das estatais.

 

Fonte: FINDECT

Compartilhe agora com seus amigos

Notícias Relacionadas

veja também em nosso site

Campanha Salarial rodapé do post

Campanha Salarial rodapé do post