FINDECT consegue que os trabalhadores que foram para a greve não tenham desconto novamente em seus salários

Diante da situação enfrentada pelos trabalhadores, a FINDECT enviou ofício à empresa, solicitando reunião para que fossem esclarecidos alguns assuntos bastante atuais e importantes, como por exemplo fechamento de agências, DDA, déficit de funcionários em todo o país, entre outros.  

Confira o ofício enviado à empresa pela  Findect

Na pauta de reunião solicitada pela Federação constavam 10 (dez) assuntos, entre eles apenas três (3) foi dada resposta da empresa que ignorou ao demais.

Como trabalhadores e trabalhadoras, lutamos, sabemos dos riscos que sempre corremos em situações como essa e temos certeza de que a FINDECT fez tudo o que foi possível para que não houvesse o desconto no salário dos trabalhadores. Não temos medo de trabalhar e com a força do Vice presidente da Federação, Divisa mais uma vez conseguimos negociar a compensação dos dias parados.

A compensação das horas foi um dos assuntos e deve acontecer aos sábados, de acordo com a necessidade da empresa, até o dia 26/05/2018. Vale lembrar que as horas que não forem compensadas serão descontadas na folha de pagamento de junho/2018.

Durante a reunião, acumulamos mais informações sobre temas importantes aos trabalhadores como extinção de OTTs, sobre a possibilidade de fechamento de agências, sobre o retorno da marcação das férias que foram mais uma vez suspensas ( conseguimos inclusive o compromisso da empresa de reavaliar este item em julho).Leia a carta resposta da empresa à Findect

Agora, é concentrar forças para as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho que promete ser uma imensa guerra que vai ser travada por todos os trabalhadores.

O SINTECT-MA e a FINDECT convocam os trabalhadores a não abaixarem a cabeça e se darem por vencidos sem que antes arregacem as mangas e lutem pelos seus direitos. Ambos darão o suporte necessário, como aconteceu até aqui, mas depende de cada trabalhador e trabalhadora, lutar por sua família, seu emprego e por si mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *